Com vaquinha online, mãe consegue em menos de 7h dinheiro para pagar cirurgia do filho de 1 ano | Blogs | Campanha do Bem

Com vaquinha online, mãe consegue em menos de 7h dinheiro para pagar cirurgia do filho de 1 ano

Tatiane Marques Rodrigues | 17/03/2021 19:35

A cuidadora Mayara Cristina dos Santos da Silva, 27 anos, conseguiu o dinheiro que precisava para pagar parte do tratamento do filho, Luan Augusto de 1 ano e 8 meses, que sofre com uma síndrome rara chamada de Arnold Chiari. A mãe promoveu uma vaquinha online e teve a história contada pela Banda B nesta segunda-feira (15). Menos de sete horas depois da publicação da matéria, Mayara alcançou o valor necessário para garantir uma cirurgia no crânio da criança para a descompressão da coluna vertebral.

“Eu estava em casa e minha amiga, que estava acompanhando a vaquinha no site pra mim, disse pra eu entrar lá ver. E eu vi que já estava em mais de 2 mil reais. Eu comecei a chorar de felicidade, porque a gente não esperava que ia atingir a meta tão rápido. Teve uma repercussão muito grande. Não tenho palavras para agradecer a Banda B e todos que ajudaram”, disse a mãe.

A cirurgia ainda não tem data. Nesta terça-feira (16), Luan deve passar por uma consulta com o médico anestesista e, segundo Mayara, o plano de saúde deu como prazo final o dia 22 março para responder sobre o pedido de procedimento para o garoto.

Ainda segundo a mãe de Luan, a cirurgia será paga pelo plano de saúde, porém, ela não tem condições de arcar com os custos do instrumentador e dos medicamentos, que giram em torno de R$ 2 mil.

“Esta cirurgia vai evitar sequelas ou ao menos retardar os problemas desta síndrome, que não tem cura. Os médicos querem aliviar os sintomas e tentar colocar o cerebelo no lugar certo, para descomprimir a coluna vertebral. A cirurgia é para evitar que ele pare de falar e andar”, diz Mayara.

Ela conta que a doença foi descoberta após uma convulsão. "Minha família tem histórico de convulsão e quando o Luan teve uma em outubro, fomos investigar. Uma ressonância mostrou a doença”.

A síndrome de Arnold-Chiari é uma malformação genética rara em que há o comprometimento do sistema nervoso central e que pode resultar em dificuldade de equilíbrio, perda da coordenação motora e problemas visuais.

Essa má-formação é mais comum de acontecer em mulheres e normalmente acontece durante o desenvolvimento do feto, em que, por razão desconhecida, o cerebelo, que é a parte do cérebro responsável pelo equilíbrio, se desenvolve de maneira inadequada.

O diagnóstico é feito baseado em exames de imagem, como ressonância magnética ou tomografia computadorizada, e em exames neurológicos, em que o médico realiza testes para avaliar a capacidade motora e sensitiva da pessoa, além do equilíbrio.

Algumas crianças que nascem com essa má-formação podem não apresentar sintomas ou apresentar quando atingem a adolescência ou a vida adulta, sendo mais comum a partir dos 30 anos. 

Fonte: bandab.com.br