Sem energia elétrica em casa, menino de 12 anos cria pilha de longa duração com materiais reciclados | Blogs | Campanha do Bem

Sem energia elétrica em casa, menino de 12 anos cria pilha de longa duração com materiais reciclados

Tatiane Marques Rodrigues | 09/02/2021 11:19

Mesmo sem as condições ideais para desenvolver o seu trabalho, o adolescente faz jus a um dom descoberto aos oito anos de idade. Apesar de tão novo, o pequeno já carrega em seu curriculum o 1º lugar da sua província no concurso da Feira do Inventor e Criador Angolano, valendo como prêmio uma bolsa de estudos na Alemanha, porém, Roberto continua aguardando a chegada deste momento para aperfeiçoar o seu talento, e no futuro contribuir para o desenvolvimento do país.

As dificuldades enfrentadas pela falta de energia eléctrica, de um aparelho de música e outros em sua casa, fizeram com que o jovem, sempre enveredasse no mundo da inovação e invenção.

"Desde sempre procuro saber de tudo um pouco", começou por dizer o adolescente em declarações à Televisão Pública de Angola (TPA). "Descobri a habilidade de inventar em 2016 quando frequentava a 4º Classe, onde eu fiz o meu primeiro projeto, que foi uma central eléctrica de energia permanente", esclareceu Roberto Mukeba, sobre o seu percurso até a sua recente criação, cujo segredo é feito por meio de reacções sob um tubo de canalização.

"Arranjei um tubo e cortei por cerca de dez centímetros e em seu interior fiz uma composição química. Após o processo, reciclei uma pilha normal retirando as extremidades dos lados positivos e negativos, dando no fim uma corrente eléctrica durável graças aos elementos químicos", explicou.

Agora a frequentar a 8º Classe, Roberto tem várias invenções na sua galeria, que são bastante admiradas por familiares, amigos e vizinhos.

"Houve um momento em que não havia aparelho musical na sua casa e ele inventou um método alternativo a base de uma caixa sob um microfone. Impressionou-nos bastante e tivemos aquela curiosidade para saber como aquilo funcionava", contou uma testemunha, moradora da mesma localidade que o adolescente.

Fonte: Portal de TI